sexta-feira, 25 de outubro de 2013

.motivos.




São tempos, são pensamentos
canções que me seduzem
que me deleitam..
mas as flores que
me adivinham
sucumbem na noite..

Apago mares de vertentes
que jorram pela pele
em tempos de eternidade,
que no tédio dos dias
escondem-se em sangue..

A dolorosa paixão
sem brio ou vergonha
vem pálida na imensidão
qual instrumento do bem
gritando bobagens
pedindo espaço..

Tocar no sentimento
trancado na alma
deixa privilégio inerte
à espera de uma chave
que na solidão nunca virá..

Ing

17 comentários:

✿ chica disse...

Lindo,Ingrid!!Sempre me encanto aqui! beijos,tudo de bom,chica

Bia Jubiart disse...

Profundo... Encantada!

Ingrid, tenha um ótimo fim de semana, e seja sempre bem vinda na Jubiart!

Bjoooo

JP disse...

A solidão nunca dará a chave, nunca dará espaço...

Mas o sentimento trancado na alma será sempre o motivo para o sonho continuar...

Beijinho

Rô... disse...

oi Ing,

e quem não sentiu ainda aquela dor de um sentimento solitário trancado a sete chaves?
mas o bom mesmo é aquele amor livre,
com total leveza e cheio de cor...

beijinhos

INTEGRAL DE MIM E DE MEU TEMPO ! disse...

Ingrid.... li teu poema. Aliás, leio-os sempre! E tomo a liberdade poética de comentar usando usas próprias palavras, em outra sequência:
"A chave toca na alma e o deixa a solidão que nunca virá.
O sentimento é um privilégio. Toca esperar. Inerte."
Beijos Marco!

Sotnas disse...

Olá poetisa, e que tudo esteja bem contigo!

Com certeza na alma mantemos guardados sentimentos serenos, bons de sentir e, por vezes libertar, sendo assim a solidão não vai conseguir a chave, não é um sentimento bom pra se guardar, ao menos penso que não!

Entretanto passar por cá tem me provocado sempre muitos bons sentimentos, diria até que são deveras encantadores sempre que leio os teus escritos, as imagens e, por falar em imagens, notei sob o título deste teu belo espaço uma nova e bela imagem, e, bem sabemos que por cá tem sido assim sempre, pois teu bom gosto nas escolhas do que compartilha são sempre de encantar, parabéns!
Assim grato pela amizade e gentis visitas também eu desejo que seja sempre tão intenso e feliz o teu viver, grande abraço e, até mais!

Lunna Guedes disse...

Li uma, duas, três e agora, aqui comigo continuo lendo. Inundou-me a pele. bacio

Severa Cabral(escritora) disse...

Boa noite minha menina dos olhos de mel !
Vejo nos seus versos o calor da poetisa desabrochando no poetar ...
Adicionada a linhas e agulhas com criatividade,te convido para um convite especial.
Hoje estarei no blog da Catiaho com uma interessante matéria,te aguardo por lá
http://reflexosespelhandoespalhandoamigos.blogspot.com.br/

Letícia Alves disse...

Sempre belas palavras. Desculpe minha ausência. Te amo! Beijos!

Artes e escritas disse...

Ingrid, estou muito agradecida pelo seu comentário ao texto sobre a situação da mulher e o seu futuro, escrevi o texto baseada em conversas reais. Por outro lado, leio o seu poema, forte e impactante. Um abraço, Yayá.

REINVENTANDO disse...

Paixão sim..mas vergonha,respeito e amor próprio também.
Abraços.Sandra

marciagrega disse...

Parabéns pelo blog!
Vim lá da Anne só pra te conhecer!

Bjusssssssss

Assis Freitas disse...

"é que eu mesmo não acho
a chave de mim"


beijo

Evanir disse...

Desejo a você uma semana de paz e realizações
semeia amor e carinho no decorrer dessa semana
verá a diferença em sua vida.
È agradável sermos benevolente com nossa família
amigos afinal somos todos irmãos.
Podemos escolher entre o bem e o mal
tudo depende de nós.
Eu já deixai tantas mensagens semeando amor
por onde passei nem por isso recebi de todos
a semente , que plantei.
Uns leram guardaram no fundo do coração
por outros passei despercebida.
Uma certeza eu tenho não passei
despercebida aos olhos de quem
tem amizade verdadeira e muito menos
passei despercebida aos olhos do Pai.
Podemos escolher o que semear ,
mas somos obrigados a colher
aquilo que semeamos.
Plantemos amor colheremos fatalmente
a sonhada felicidade.
Uma abençoada semana de me suas mãos me ajuda a caminhar
o resto é o nada diante de Deus.
Paz e luz , Evanir.



Tatiana Kielberman disse...

Letras que sangram o que está guardado e escondido na pele ou no coração...

Belo. Tocante, linda Ing!

Um beijo carinhoso pra você!

Francy´s Oliva disse...

Intensas as tuas palavras.
bjs

jorge pimenta disse...

"flores / que me adivinham" em renovado devir: mares que se apagam, incêndios que nos consomem - eis a incorrigível tensão de ser, entre isto e aquilo, no meio de tudo e de nada.

beijinho!