sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Um dia qualquer.

Desconheço autoria


São Paulo... em um dia de sol qualquer - reflexão.


No dia a dia, a vida... Vem e vão sensações, os desejos, as crises e as alegrias.
Vejo pelas ruas sob o sol tantas vidas - histórias...  E sombras.
Mesas solitárias acompanhadas de almas e corpos, conversando um silêncio de copos ou pratos... Únicos...

Olho ao lado, e vejo somente a luz que esconde no ofuscar o brilho e escuridão de um pensamento.
Olhares tão objetivos, amores brigados, beijos sem calor, palavras sem gesto, geladas - no copo suado da breve passagem.
Lugar cheio de odores que remetem ao que está por vir.
É um avental lívido, um copo rubro, passos lentos e pesados que vem e vão...  
Uma urgência calma, de vida à espera do surpreendente... 
E que o calor retorne, atiçando o fogo às veias, aos poros...

Espera... 
Inútil ou melancólica...

São apenas escritos de um momento...
De uma ansiedade ofegante, talvez entorpecida.
Dias, que são luz e sombra. Apenas as cores mudam, alternan-se...
E o que dizer da pele - fria e imutável - me recobrindo e nada mais...

Enfim, é só o que posso escrever neste dia que finda e que me angustia, pois outros batem à porta...
São apenas letras, palavras...
Nada mais...

Em um dia qualquer.

Ing






quinta-feira, 15 de junho de 2017

Na pele meu crepúsculo.

Internet - Luso Poemas

Sinto no findar do dia
o caminho e a direção da luz.
Um céu incendiado iluminando a pele branca 
como se uma pequena tocha estivesse ao redor...

Parada, sinto a brisa leve que as nuvens desenham...
Imagem romântica que o sonho e o tempo apagaram.

Vejo que a vida se esvai
e o sombrear da noite se aproxima...
Adivinho novos sonhos
costurando a emoção do despertar.

Ing

sábado, 20 de maio de 2017

Me toca.


Óleo sobre tela - Consales Rodrigues


Na pele fina e carente
preciso de calor..
sentir teu amor
e me fazer derreter!..

Precisava do teu toque
do teu cheiro
precisava da pele em cor!..

Me toca!..
me faz agitar
me faz gritar..
me deixa sem ar!..

Me vira do avesso
faz de mim teu desejo..
tua fantasia, teu anseio!..

Me toca!..
minha pele pede
o corpo grita
o sangue transborda!..

E na pele, colore ..
na alma marca..
Me toca!..

Ing