quarta-feira, 18 de agosto de 2010

quanto tempo.

Tanta luz..
um horizonte de cores
onde tantos amores
vislumbraram e cairam..


Mosaico de sentimentos
de dores aos ventos..
que teimam em permanecer
mesmo sem meu querer..


São de um gosto
imensamente exposto..
que se esvanesce
quando o sol desce ..


são talvez alegrias
que nem sinto ..
que talvez anseie
sem sequer um grito..


Talvez venham da alma
que em tudo cre..
ou talvez do amor
que nada ve ..


Ing

Um comentário:

leonorcordeiro disse...

Ingrid,
Obrigada por visitar NA DANÇA DAS PALAVRAS.Obrigada pelo comentário gentíl.
Já estou seguindo o seu blog.
Grande abraço!