sexta-feira, 4 de novembro de 2011

.gritos.

Internet



Em um grito de luz explode meu desejo..
na noite irrequieta me debato em sombras..

Espero pelo que nunca vem em meus sonhos de ilusão..
vislumbro o nada em tudo que não sinto..

Na angústia hoje me toma a alma..
o calor da pele evapora sem medo..

Sinto como a vida de tudo se fosse..
e a vontade de seguir dependia só de ti..

Minhas amarras são tão frágeis..
a leveza do meu corpo tão volátil..

De tanta distância me deixo apanhar
em um desencanto tão triste e sem lugar..

São horas e dias e semanas
meses de espera pela mão que me acalma..

Pensando me perco .. insonia louca..
palavras dispersas que não te alcançam..

Ing

25 comentários:

OceanoAzul.Sonhos disse...

Quando a alma está carente, deixemos que se alimente de palavras, elas fortalecem...

Adorei seu poema

bom fim de semana
beijinhos
oa.s

✿ chica disse...

Profundas palavras lindas! beijos,ótimo fds!chica

Ma Ferreira disse...

De tanta distância me deixo apanhar
em um desencanto tão triste e sem lugar..

Aiaiaia.....assim não vale...

Lindo teu poema..cheio de sentimento...

Saudades Linda Perfumada..

Precisamos marcar de nos encontrar..

beijinho

Meire disse...

Minha Ing doce do meu coração de melão, que esses momentos possam ser mínimos e que jamais te deixe cair, pois é uma pessoa que merece sempre estar sorrindo e cantando os perfumes da vida, viu?!!
Amo muito vc :)

bjokitas e um abraço super apertado!

♥♥♥Ani♥♥♥ disse...

Passei pra te desejar um maravilhoso mês de Novembro e para agradecer todas as vezes que você carinhosamente esteve visitando meu blog.
Espero que volte em breve...

Beijos
Ani

http://cristalssp.blogspot.com

A.S. disse...

Nunca percas a esperança... às vezes o que parece impossivel acontece!!!


Beijos,
AL

ONG ALERTA disse...

Aprendemos com o tempo que a distäncia náo muda nada...beijo Lisette.

ॐ Shirley ॐ disse...

A luz do amor voltará brevemente. Bonito, Ingrid. Um grande abraço!

Incógnita disse...

adorei tem profundidade :)

JuniorPoltergeist disse...

Ola boa tarde ^^
que linda escrita, gostoso de ler *-*
VENHA FAZER PARTE DA FAMÍLIA

TESSITURA POÉTICA

http://tessiturapoetica.blogspot.com/2011/11/inscreva-se-faca-parte-dessa-familia.html
Será um prazer Tê-la como parceira de postagens ^^ bjs

Maria disse...

Por vezes quanto mais pensamos mais nos sentimos perdidos, talvez o caminho seja seguir em frente e ter esperança no dia de amanhã.
Bom fim de semana
Beijinhos
Maria

Nilson Barcelli disse...

Há gritos que sabem bem...
Magnífico poema. Continuas a encantar-me com a tua poesia.
Querida amiga Ingrid, tem um bom fim de semana.
Beijos.

Severa Cabral(escritora) disse...

Boa tarde e um lindo final de semana prá ti com o perfume das palavras...e o cheiro das poesias e poemas que deixas para nos encantar ao ler...
bjssssssssssssss

Van disse...

Que passe depressa essa espera!

um beijo Ingrid!

Fátima disse...

Oi Ing,

Teus gritos em palavras lindas!!
E muito amor pra ser dado! Sufoca.

Beijo meu

Zil disse...

lindo poema...

são gritos para serem alcançados...


beijo querida Ing!


Zil

Cadinho RoCo disse...

Gosto do seu libertar.
Cadinho RoCo

Francy´s Oliva disse...

Ah, não sei o que te dizer depois de ter lido seu post.
Então desejo a ti uma feliz semana sem insônia.

Letícia Alves disse...

Às vezes já é tarde demais,
É preciso quebrar correntes.


Beijos!

Sonhadora disse...

Minha querida

Por vezes esses gritos não alcançam o silêncio do outro lado.
Como sempre profundo e de dentro da alma os teus poemas.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

BLOG DE POESIAS DO PROFEX disse...

Me perco pensando em palavras dispersas que não te alcançam... - muito bom! Nem sempre conseguimos atingir os objetivos. Em compensação não desistimos...
Um grande abraço!

Ma Ferreira disse...

Passei pra te deixar um beijinho!!

AC disse...

Ingrid,
Poderá haver beleza no desencanto? Claro que sim, o seu poema é prova disso.
Encanto-me sempre por aqui.

Beijo :)

Assis Freitas disse...

gritos como um big-bang, podem anunciar nascimentos


beijo

Jorge Pimenta disse...

"palavras dispersas que não te alcançam.."

quando os gritos se fazem mudos e todas as decisões surdas...
a espera é sempre um mote vivo na tua estética, querida ingrid!
beijo grande!