quinta-feira, 5 de setembro de 2013

.sombras.

Foto de Sofia Aquino


Se pudesse
viveria uma vida
em ninho de passos
em pontes de certezas...

Um passo adiante
viveria coração
viveria calma
existiria na solidão..

Atravessaria em nada
teus braços
perdida no espaço
de um devaneio sem jeito..

No redemoinho
dos desejos
me perderia em sonho
em nada e em névoa..

Um sopro de pecado
indefinido
no meu corpo calmo
seria cálido..

Seria enfim desfolhada
na despedida adiada
no vento que despe
e me envolve inteira..

Ing

16 comentários:

Rô... disse...

oi Ing,

tão profundo teu poema,
é muito bom se envolver e ser envolvido quando o cenário é uma ponte de certezas...

beijinhos

✿ chica disse...

Linda poesia, Ingrid, sempre...Adoro te ler! beijos,chica

Assis Freitas disse...

uma vida em vento: inventos




beijo

Tatiana Kielberman disse...

Ah... se pudéssemos!

Temos uma espécie de certeza de que seríamos tão mais... mas seríamos mesmo?

Penso que o momento do "agora" é a possibilidade maior de transformação...

Vamos agarrá-la sempre!

Lindo e sensível poema, querida! Obrigada pela dádiva da leitura...

Um super beijo carinhoso!

Artes e escritas disse...

Um poema quente sobre a busca de algo infinito, mas não são os seres humanos meio finitos e meio infinitos? Um abraço, Yayá.

ॐ Shirley ॐ disse...

Belo e doce esse querer...Ingrid, beijos e um alegre domingo!

Cidinha disse...

Olá, Ingrid. Sempre suavidade e beleza em cada verso. Adorei!! Um feliz domingo. Bjos perfumados e carinho sempre!

Maria Rodrigues disse...

Um querer lindo e belo.
Beijinhos
Maria

Palavras disse...

Lindo poema!

Bjs

Leila

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Ingridamiga

Ainda que seja mais para a Prosa, também adoro a boa Poesia e, às vezes - descarado que sou... - também a tento escrever. Com resultados quase catastróficos.:-):-):-)

Tu, porém, fazes versos como respiras, porque tu vives os poemas. Encanto. Por isso me sinto muito feliz por ter chegado aqui. Assim, vou meter-te nos meus BLOGUES MAIS FIXES. Lá te espero, pois amor com amor se paga E já te sigo.

Qjs = queijinhos = beijinhos (rimam)

Henrique

jorge pimenta disse...

ventos e brisa em revoada sobre a pele e as suas desfolhadas.

saudades daqui, ingrid! tenho encetado outras viagens, agora, estas feitas de orvalho.

beijinho!

ॐ Shirley ॐ disse...

Deliciei-me de novo. Querida amiga, beijo no coração!

✿ chica disse...

Vim agradecer e deixar um beijo! chica

Zilani Célia disse...

OI INGRID!
LINDOS VERSOS.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Sotnas disse...

Olá poetisa, e que tudo esteja bem!

Tanto e tão belo e intenso querer, quem dera pudéssemos a todos eles atender, e viver.
Mas ainda assim por cá sempre que venho me encanta este teus escritos e a tua suave maneira de tanta intensidade do teu sentir descrever, obrigado por compartilhar, e também por belas imagens cá postar que muito me alegra e encanta ver!
E grato por tua amizade e gentis visitas também eu desejo que tenha sempre em teu viver a felicidade intensa, um grande abraço e, até mais!

AC disse...

Ingrid,
Essa sua sensibilidade, de enorme porte, põe a pele a falar...

Beijo :)