domingo, 3 de novembro de 2013

para certo momento.





Se mover lentamente
Se arrastar em marcas
Sobreviver em si mesma..

Amargor que arde
Na boca seca
Sem letras ou sons..

Palco de sabores
De sobras enganadas
Onde o poeta magoa
E experimenta..

Sem consolo nem tempo
Sem remendo ou saudade
O roteiro é sem coerência
E resiste à tua canção..

Ing

publicado originalmente em Retratos da Alma

14 comentários:

JP disse...

Uma boca seca, sem letras nem sons, é uma boca ausente....


Beijinho

Isa Lisboa disse...

Apesar de serem esses momentos tristes, a poesia, essa, não deixa de ser bela (como as que sempre emcontro por aqui!)
Um abraço

Severa Cabral(escritora) disse...

Boa noite querida !
Belo poema cheio de inspiração...
bjsssssssssss

Zil Demazi disse...

lindo demais...e tb triste...

toca a alma profundamente...

bjo querida!!!


Zil

✿ chica disse...

Amargurados, tristes versos e lindos em inspiração!beijos,tudo de bom,chica

Rô... disse...

oi Ing,

até mesmo o coração dos poetas,
as vezes se esvazia completamente...
momento de transformação...

beijinhos

Tatiana Kielberman disse...

Acho que nem preciso dizer o quanto AMO ter você por lá, né, linda?

Sua presença abrilhanta o Retratos!

Grande beijo!!

Assis Freitas disse...

cada momento e o seu sabor


beijo

jorge pimenta disse...

respiração entrecortada debaixo deste tecido de escrita para momentos e todos os seus aconteceres.

lindo, ingrid. beijos!

marciagrega disse...

Um triste lamento de um coração amargurado pela dor e pelo sofrimento...

Um fim de semana maravilhoso e cheio de paz!
Bjusssss

Cristal de uma mulher disse...

Ingrid amada, hoje venho aqui para pedir mil deculpas pela poesia que postei na madrugada de ontem. Com muitos erros de portugues e lógico sem muito sentido. Venho a comunicar que já existe os acertos minha querida.Se possível voltar lá com meus muitos perdões.


Cristal..Um ótimo fim de semana

Sotnas disse...

Olá Ingrid, e que tudo esteja bem!

Ainda que magoado, sem consolo e seguindo arrastada, a poetisa encanta, tanto pela elaboração das belas palavras, quanto pela sensibilidade em cada verso expressada!
Parabéns por compartilhar mais este belíssimo pensamento!
Obrigado por tuas gentis visitas e comentários e por tua amizade também deixo cá meu desejo para que seja sempre tão intenso de felicidade este teu viver, um grande abraço e, até mais!

Ani Braga disse...

Hoje quero agradecer por todas as vezes que você me fazer sorrir com tua linda visita em meu blog, por me fazer acreditar que existem pessoas e pessoas…
Obrigada…
Simplesmente obrigada…
Que Deus te abençoe sempre…
Um lindo final de semana.

Beijos
Ani

Anne Lieri disse...

Ingrid,suas poesias são muito lindas! Essa em especial me comoveu! bjs,