domingo, 27 de julho de 2014

Versos em fim.

Internet - desconheço autoria


Na vida crua, uma vez me vi nua...
Em mãos cheias de cores
sob a luz da lua
me fizeste plena de dores...

E veio o tempo e o amor
levando tudo à loucura
sublimando em torpor
toda a minha ternura...

Na miragem do caminho
sem visão, nem direção
levaste teu carinho
arrastando a atenção...

Versos distantes da alegria
me remetem à melancolia
mas tudo, sempre tem loucura
mesmo a alma mais pura...

Ing

17 comentários:

Letícia Alves Vieira disse...

O tempo, sempre ele!


Beijos,

Letícia

Marcos Satoru Kawanami disse...

Ingrid,

Boas rimas de sentimento e significado.

:)
Marcos

ॐ Shirley ॐ disse...

"...tudo sempre tem loucura"...
Muito bonito, amiga Ingrid.
Aquele abraço!!!

Cidinha disse...

Oi, Ingrid. Boa noite! Saudades desse seu cantinho menina. Adorei a rima! Bela inspiração. Uma linda semana!! Bjos perfumados.

Rô... disse...

oi Ing,

e o que seria das almas puras,
se não fosse um pouco de loucura,né?
amo,amo suas inspirações...

beijinhos

André Foltran disse...

"mas tudo, sempre tem loucura"

É isso mesmo, Ingrid.

Maria Rodrigues disse...

Qual a paixão que não tem loucura?
Belissimo poema.
Beijinhos
Maria

Sotnas disse...

Olá poetisa Ingrid, e que tudo esteja bem contigo!
Penso que por vezes, é nesta loucura que se encontra a cura, quando se escolhe viver a vida pura!
E novamente por cá estou eu prezada poetisa, lendo e como de outras vezes me encantando com tuas belas e bem elaboradas palavras neste teu belíssimo escrito, obrigado por compartilhar, e também por tuas sempre deveras gentis visitas por lá além dos comentários!
Gosto também das imagens que com intenso bom gosto escolhe e compartilha cá neste teu espaço.

E eu grato deixo além do meu rastro, deixo também meu desejo para que seja sempre deveras intenso tanto quanto feliz o teu viver, e um grande abraço e, até mais!

Evanir disse...

Vale a pena ler....
Nesse Domingo comemora o dia dos pais
muitos como eu já não tem mais
a alegria da presença física de pai.
Por isso de alguma forma nesse dia
procuro estar feliz da forma
que meu pai sempre gostou.
Com certeza ficaria muito chateado
se pudesse me ver chorar nesse dia.
Guardo na memoria um pai que
mesmo sendo bravo a moda antiga.
Fui muito amada..
recordo com infinita saudades
quando brincava passando em meu rosto,
a barba por fazer.
Do almoço Domingueiro onde
minha mãe fazia a pasta
deliciosa que ela fazia.
Um abençoado final de semana.
Feliz dia dos pais independente
da Circunstância.
Beijos no coração carinhos na alma.
Evanir.
Deixei mimo na postagem como
lembrança desse dia.

Giancarlo disse...

Buone vacanze...ciao.

Ani Braga disse...

Passando pra desejar uma semana maravilhosa...

Beijos
Ani

Lindalva disse...

Lambendo ainda as feridas pela perca do meu paizinho retorno a blogosfera certa de que o tempo não para e a vida continua, assim o 9º Pena de Ouro vai continuar e te convido a continuarmos esta brincadeira, estou te esperando lá. Beijos no coração.

http://ostra-da-poesia-as-perolas.blogspot.com.br

ॐ Shirley ॐ disse...

Passei por aqui, Ingrid, reli e deixo-lhe um grande abraço!!!

Maria Alice Cerqueira disse...

Querida amiga boa noite hoje vim só para lhe desejar uma linda semana para você!
abraço amigo!
Maria Alice

Lindalva disse...

Bom dia amiga. Continuo lambendo ainda as feridas pela passagem do meu paizinho, mas o senhor chamado TEMPO me avisou que a vida quer queiramos ou não CONTINUA, assim venho te convidar para a Festa de Encerramento do 9º Pena de Ouro. Você faz parte desta festa e também responsável para que eu continuasse minha caminhada. Desculpe ser um convite SPAM, mas o que estou te dizendo é o mesmo para quem eu quero que esteja neste momento comigo, tu uma destas pessoas, seja blogueiro que eu tenha abraçado no pessoal ou não, mas que sinto aqui dentro do coração real. Te espero no Ostra. Beijos n’alma!

http://ostra-da-poesia-as-perolas.blogspot.com.br

José María Souza Costa disse...


Olá, Ingrid.
Bom dia e bom domingo.
Parabéns, pelo seu blogue. Maravilhosamente, lindo belo. Li muito, caminhei por ele, amei. Estou seguindo, não poderia deixar de fazer. Afinal, das coisas boas, nos tornamos admiradores.
Um beijo na alma. Voltarei, sempre

Poeta del Cielo disse...

Despues de un largo periodo de ausencia por aca, regresar y sentir sus emociones, bellas letras hermosos sentimientos Siempre es lindo pasar por tu blog amiga...

Saludos amiga ingrid