quinta-feira, 31 de março de 2011

embalar-te.


Internet
Escrevo, escrevo..
minha vontade gritar..
mas não quero te machucar..
feridas
de sons que vão assim
cravar a tua pele..
as lágrimas
lavar as feridas
com sal e calor..
as minhas talvez
as tuas
longe..
querer vivo
ausência 
solidão.. 
é vida que passa
rápido
é sentir sem limite
amor..
e tempo..

louco sentir
a te embalar..

Ing

34 comentários:

Dani Gomes disse...

Olá Ingrid,

Escrever é gritar as palavras com a alma...

Obrigada por visitar e comentar no meu blog!

http://omundoparachamardemeu.blogspot.com/

Poeta del Cielo disse...

Ingrid belas letras vc tem uma maneira linda de dizer en letras o sentir que de seu coracao nace, aquele que deseja brotar en estas lineas que de forma clara se sente... parabems

saludos
otima semana
abracos amiga

José Sousa disse...

Oi Ingrid, minha grande amiga!
Como sempre, mais um belo poema!

Muito obrigado pela força que me dá no meu espaço "Tanspondo Barreiras".

Um beijo em seu coração

El Brujo disse...

Se embalar, aperte bem o laço, embale em papel colorido e perfumado... e carimbe com as letras escondidas!

Jorge Pimenta disse...

os gritos que arrancam o céu da boca tornam-se surdos nos ouvidos da indefinição. e o louco sentir e o frágil embalar são apenas olhares esquivos que se prendem no varal da memória.
beijos, amiga!

Ingrid disse...

Dani,
aqui me solto e me sinto..
beijos e teu blog é um doce..

Ingrid disse...

Poeta del Cielo,
querido amigo apaixonado sempre presente..
beijo a ti e a Marta..
um belo final de semana.

Ingrid disse...

Amigo querido,
teu blog é encanto e pura vida!
neste mundo da blogosfera encontramos distantes, mas tão próximas, almas que só podemos agradecer a Deus.
beijos perfumados

Ingrid disse...

querido Brujo,
só tu mesmo..
beijos

Ingrid disse...

Jorge,
fios de memória que busco e não encontro..
incompletude!
beijos amigo poeta.

Sandra disse...

As tuas palavras são bálsamo, jamais poderiam machucar.
Beijos

Assis Freitas disse...

embalo de ciranda, roda gigante, roda moinho,


beijo

✿ chica disse...

Escrever, gritar, sentir, embalar...Lindo tudo aqui!beijos,ótimo fds!chica

aldrey disse...

Lagrimas q lavam alma..as vezes precisamos...lindo poema bjs querida

aldrey disse...

Eu te indiquei no meu blog,um selinho,não sei se vc viu.
http://lesadaeapimentada.blogspot.com/2011/03/mais-um-selinho-de-presente.html
bj

Valter Montani disse...

O amor é isso! medo de machucar, machucando-se. Mas a vida passa rápido. E a ausência, compensa a solidão? Mas se vale a pena, porque não! bjs e bom fim de semana!

LuH disse...

Amiga,

Amor é também grito

Pude sentir...

Abç carinhoso

Moita disse...

Vou tirar o dia pra preguiça.
Você sempre concorda comigo.
Mesmo quando faço um texto ridículo, com raiva e etc..
Ainda vou pedir sua mão em casamento. rsssssss

1 Cheiro

Moita disse...

"Amor e tempo", "vida e tempo", "homem e tempo".

Há entre o homem e o tempo
uma diferença voraz.
O homem não faz, mas diz.
O tempo não diz, mas faz.
O homem não trás, nem leva
mas o tempo leva e trás.

Outro cheiro

R.B.Côvo disse...

Louco sentir a te embalar... Muito lindo, Ingrid. Abraço.

Ingrid disse...

Sandra amada,
por vezes machucam e nem percebemos..
beijos

Ingrid disse...

Assis,
e me embalo também..
beijo querido

Ingrid disse...

Chica,
tem dias que me sinto louca... ;-)
beijinhos

Ingrid disse...

aldrey,
peguei sim e deixei um obrigada...
beijos e grata pela teu carinho.

Ingrid disse...

sempre vale Valter! sempre..
beijos amigo.

Ingrid disse...

Luh,
e se não gritarmos por vezes, quem ouve?
beijinhos perfumados

Ingrid disse...

Sabe Moita, vou contar-te um segredo..
escrevo e só vou reler o escrito depois de publicado.. muitas vezes me penso ridícula..
mas, é o que estava a sentir no momento e ele não se pode perder..
assim és tu.. o que sentiste lá está.
beijos perfumados querido amigo.

Moita disse...

Você inovou na blogosfera.
Inclusive ao responder a todos os comentários.

O novo será sempre, por mim adinmirado.

"Serei sempre essa metamoforse ambulante"

Você sabia que o mar nunca, em toda sua existencia, fez uma onda quebrar exatamente igual a outra? Daí, os gênio de Nelson Mota e Lulu Santos fizeram a poeia "como uma onda no mar" http://www.youtube.com/watch?v=E8l77TrMH_g

Cristal de uma mulher disse...

Palavras carregadas de metáforas um caminho em busca de si mesmo.

Um lindo fim de semana amiga

Beijos

Borboleteando disse...

Passando para agradecer a visita Flor...
Lindo post como sempre...

um fim de semana cheio de paz e alegrias...
Beijos

Sandra Botelho disse...

Aff! as vezes me perco em tuas palavras...Lindo final de semana flor perfumada;
beijos achocolatados

Vozes de Minha Alma disse...

Ingrid, as tuas palavras soam como ecos de um coração amoroso e romântico.
Inda bem, pois sinto a sonoridade dele, do coração da poetisa, em cada palavra.
Bjs.

Letícia disse...

Meu coração,
Grita,
Mas não sei se é amor.

Minh'alma se entrega,
a um desejo inominável.


Beijos!

Cristiane disse...

Escrever é sempre uma maneira de nos aliviar! Bela poesia. Bjs, querida!