domingo, 5 de junho de 2011

entre uma vida.

www.photobucket.com 

Seria como um grito
amordaçado
calado e sem medo
contemplando
o amanhecer..

No caos da ferida
que sangra
sem parar
da lágrima que
nada significa
me arrasto pela rua
em paixões
não vividas
em mágoas e solidão
enganando a vida
fingindo
que sou eu..

Onde estariam
meus joelhos dobrados
em espinhos de amor
de silêncio forçado..
Dores de suor
de esperança
de carne e alma
sem consolo
e significado..

Ing

36 comentários:

✿ chica disse...

Muito lindo sempre,Ingrid! um lindo domingo,beijos,chica

Severa Cabral(escritora) disse...

Entre uma vida está outra vida refletida nas entranhas;uma carne...outra alma...se torna tudo tão misterioso...que vamos nos enganando sempre...
Bjs para aquecer teu domingo!

Meire disse...

Ingrid, belas palavras querida!!!
Tenha um ótimo domingo...bjokitas ;)

Bela disse...

Poema intenso em que se pode sentir o desespero do eu lírico. Maravilhoso!
Um ótimo começo de semana!
Beijos,
Bela.

Maria Marluce disse...

Os nossos joelhos sempre se dobrando pela dor! Lindo! teu escrito, pura emoção. Grata pela tua visita e bom domingo.

Rick & Mag disse...

É bem frequente enganarmos a vida. Digamos que não é uma mentira de todo tola, mas sim saudável e gostosa. E necessária, com certeza. Um abraço, Ingrid.

Cristina Lira disse...

Tudo aqui tá muito lindo... bom demais ler esta postagem neste clima de fim de tarde..rs

Bjos no coração e tudo de bom!

Will disse...

Nossa, intenso!
É como se tivera o coração extraído com um fórceps.
Abç com carinho.

ONG ALERTA disse...

Nossa vida esta entre nós...beijo Lisette.

ॐ Shirley ॐ disse...

Como sempre, muito bom, Ingrid. Muito mesmo!

Vivian disse...

...sempre linda
sempre você!

bjokas, Ing!

Alline disse...

Oi, desculpa a chegada sem avisar. Você disse que boiou com um post do Rock Wolf sobre a Nina - é a personagem de uma série erótica do meu blog. É isso.

Beijo pra ti

Arnoldo Pimentel disse...

Poema lindo e forte em sentimentos.Beijos

ZezinhoMota disse...

Belo poema E POR DEMAIS SENTIDO...

Cada cantinho é uma BELA DESCOBERTA...

Feliz semana

Saudações poéticas...

ZezinhoMota

A Poesia do Zezinho II http://zezinhomota1.blogspot.com

GUEVARESIAS disse...

estoy mudo-sin palabras-.
tus letras me amordasan.
solo me impregno y vivo.
atado de manos -espero-.
reflejarme en tus pupilas.
sentir tu calor.
mis tactos en tu pelo.
tu aroma de mujer.
solo.... espero.

que intensa eres mujer ........

Mari Amorim disse...

Nossas escolhas tem, um grande peso em nossa vida..
Um abraço,cheio de boas energias!
Excelente semana!
Mari

Cadinho RoCo disse...

Ao se expor ao amor eis que surgirão significados e amparos diversos.
Cadinho RoCo

Machado de Carlos disse...

Parabéns pelas tuas palavras perfumadas. Nós, os poetas vivemos em torno das palavras, principalmente quando elas chegam perfumadas!

Moita disse...

Ela sempre mata a pau.
E ainda deixa a sobrevida só pra gente pensar. Parabéns.

1 cheiro no cangote.

Machado de Carlos disse...

Olá Minha Amiga!

Eu que lhe agradeço pela companhia. Seja sempre bem vinda ao meu cantinho!
Obrigado!

Grande Abraço!

Maria Luisa Adães disse...

Lindo seu poema...triste, mas lindo
e eu, Maria luísa, regressei por si, por mim e por todos!

Um beijo,

Mª. luísa

Hugo de Macedo disse...

Texto poderosíssimo, este.
Fantástico.

Assis Freitas disse...

genuflexão mais poética,


beijo

Sandra Botelho disse...

Dobramos os joelhos em petiçõs de amor, mas a vida cruel que é , as vezes surda não nos ouve e seguimos solitarios envolvidos em ardente dor.
Beijos achocolatados

Daniel Costa disse...

Ingrid

Belíssimo, classifico com duas palavras apenas: profundo e belo!
Beijos

Um brasileiro disse...

oi. aqui está muito lindo. interessante também. gostei. apareça por la. abraços.

Sotnas disse...

Olá Ingrid, desejo que tudo esteja bem contigo, sempre!
É por demais encantador ler teus belíssimos textos, pois sempre emprega alma no ato de escrever e os teus sentimentos ficam impresso e expressam-se.
Não que o fingir vá prejudicar outros, mas por vezes nos preocupamos com os a nossa volta e nos deixamos pra depois, e quando nos apercebemos é por já estarmos sangrando, ainda assim vale estar vivo, pois um sofrendo para o bem de muitos é bem mais aceitável que muitos sofrer para o total prazer de um! Assim penso que o fingir em certos momentos possa ser uma saída, dramática e ao mesmo tempo estratégica, mas, uma saída!
E por cá venho contente, pois por lá você sempre está presente, sendo assim venho desejar a você e todos ao redor intensa felicidade, sempre. E deixo um enorme abraço e, até mais!

Borboleteando disse...

Lindo!!
Vim desejar uma semana maravilhosa Flor...
Beijos

Dani Gomes disse...

Olá Ingrid,

Doeu aqui! Belo poema...

Grande beijo para ti!

http://omundoparachamardemeu.blogspot.com/

Rick & Mag disse...

Obrigado, Ingrid, pelo participação no mundo suspenso. Um abraço.

BLOG DO PROFEX disse...

Como sempre muito profundos seus textos Ing. Principalmente quando a dor se faz presente...
Abraços. Boa semana!

Sandra Botelho disse...

Linda semana flor...Bjos achocolatados

Só pra você disse...

Pôxa, esses teus poemas são belissímos, que falam diretamente ao coração, tens uma alma cheia de palavras lindas querida. Poeta de palavras lindas, parabéns novamente.

Beijocas

Letícia disse...

Sempre profundo e carregado de sentimentos.
Beijos, Ing! =)

O que Cintila em Mim disse...

Uma alma que voa e livre...lindo.

Erico disse...

Olá...

Caramba!!
"...Joelhos dobrados em espinhos de amor..."
Então, quem é que disse que o amor não dói?
Me encherguei dentro de seu Poema.

Beijos :)