segunda-feira, 23 de maio de 2011

para rimar e brincar o sofrimento.


Frida Kahlo - Arte e Sofrimento

Em um tempo passado
meu coração era controlado
eu dormia e acordava
tendo voce ao meu lado...

Em um amanhecer sonolento
acordei querendo alento
teria eu merecimento
ou te fostes com o vento?..

Me vi em um lamento
total entorpecimento
e meu dia sonolento
ficou rápidamente cinzento..

Em meu enlouquecimento
vi o tempo tão lento
sem esperar o momento
chorei pelo meu tormento..

Ing

13 comentários:

Dani Gomes disse...

Olá Ingrid,

Essa rima doeu...

Grande beijo para ti,

http://omundoparachamardemeu.blogspot.com/

Célia Gil, narciso silvestre disse...

São exatamente assim os dias cinzentos das nossas vidas!

Borboleteando disse...

Olá Flor!!
Lindo post, sentimentos da alma...
Vim lhe agradecer o carinho com o meu espaço e desejar uma linda semana, de muita paz e bençãos...
Beijos

Vitalina de Assis disse...

Hola amiga!

Seu poema fala de vida, vida esta que não pode ser controlada ou medida por nossas mãos ou entendimentos. Em um dia nos vemos completos, em outros nossa incompletude nos assola, mas decididamente, viver é a maior benção a nós concedida.

Bjs. Parabéns pelo blog. Tenha uma produtiva semana.

Meire disse...

Ah dias de sofrimento...a solução é somente chorar.
E depois de chorar, chegamos a uma solução: mudar!
Linda semana pra ti flor...bjo grande ;)

Sonhadora disse...

Minha querida

Nessas alturas a vida dói...o vazio enche-se de nada.

Deixo o meu beijinho carinhoso
Sonhadora

Arnoldo Pimentel disse...

Um poema lindo e profundo.Beijos

A.S. disse...

Ingrid,

Tal como um poema, tantas vezes a vida não rima!
Mas se há poemas muito belos que não rimam porque haveria de rimar a vida?!...


Beijos meus,
AL

Letícia disse...

Dor que toca,
Fera,
Entorta...

Dor que nos impulsiona ou não....

Mas que sim, agora seja mola propulsora e que o brilho retorne aos seus belos olhos que são dádivas divinas e que você possa radiar sua beleza interior, sua amizade e a bondade do seu coração.

Amo você.... muitão viu?

Sinta meu abraço [ ]

Assis Freitas disse...

a passagem do tempo é paradoxal, lento para a dor, veloz para a alegria,


beijo

Poeta del Cielo disse...

Belisima entrada amiga... forca en suas letras lindas...

saludos
abracos
otima semana

obrigado sempre por sua linda amizade

GUEVARESIAS disse...

as veces fico sim querer olhar teus poemas pois temgo temor da verdade de tu viver.. e mias palabras fican mudas..

Jorge Pimenta disse...

quando a dor é apenas rima cruzada que nos arremessa contra a estrutura do poema da vida...
beijo,amiga!