terça-feira, 24 de maio de 2011

por querer tanto.


Internet

Eu sigo teus passos
eu viro meu corpo
no avesso da dor
te vendo tão longe..
Por vezes tento
por vezes alcanço
mas sempre distante
tua voz me assombra..
Ela nada me diz
só sentir e viver
e te ver
perdido em alma..
A essencia se foi
me pergunto
o amor te deixou
me angustio..
E assim te sigo
assim te amo
assim te espero
para ter a alma
leve..

Ing


25 comentários:

ॐ Shirley ॐ disse...

Amar sempre traz um pouco de sofrimento. Belo poema, querida Ingrid!

Célia Gil, narciso silvestre disse...

Parabéns por mais este belo poema!

Dani Gomes disse...

Olá Ingrid,

Que dorzinha gostosa é o amor...

Grande beijo para ti!

http://omundoparachamardemeu.blogspot.com/

Will disse...

Esse tempo da espera pode durar uma eternidade ou simplesmente um pousar de quem amamos em nós, ainda que num oi involuntário ou num olá insinuante.
Abç com carinho e uma ótima terça.

Lena disse...

Oi, Ingrid
Nós todos, sempre em busca do amor! Lindo o poema, lindíssima música. Aqui é tudo de bom, Ing.
Depois de um fim de semana prolongado, voltando cheia de saudades dos meus amigos e de suas produções maravilhosas. Beijos e uma ótima semana!

Sandra disse...

Um poema belíssimo e cheio de ritmo na leitura.
Beijinho

Vanessa Carvalho. disse...

Belo texto.

Sotnas disse...

Olá Ingrid, desejo que tudo esteja bem contigo, sempre!
É deveras profundo este amor, por não tolerar intervalos, ou silêncios longos, no entanto se satisfaz com uma simples frase de carinho que lhe seja direcionada!
Parabéns poetisa Ingrid. Pois me encanta deveras com teus sensíveis e belos poemas sempre encimados por lindas imagens que dão o suporte necessário aos sentimentos expressados nas palavras escritas!
Feliz por demais com tuas sempre carinhosas visitas e comentários e sempre encantado por ler-te desejo a você e todos ao redor intensa felicidade sempre, grande abraço e até mais!

Letícia disse...

Que a procura tenha um final,
Sofrer nem sempre é amar.
Que o amor traga paz, leveza, alegria.

Que esteja em todo lugar!


Beijos!

alex disse...

Amei o texto.
amei o blog
vou passar sempre por aqui

um beijo
alex

AC disse...

Ingrid,
Ainda que as palavras quebrem amarras, que fazer quando a impossibilidade espacial é determinante?

Beijo :)

Assis Freitas disse...

se é por querer tanto a alma resplandece,

beijo

Colecionadora de Silêncios disse...

Minha querida, mais um belíssimo poema com que vc nos presenteia.

Adorei! Tão carregado de sensibilidade... lindo, como é lindo o seu coração!

Beijo grande.

Raquel Amarante disse...

Que delícia de poema Ingrid...
bJO

Severa Cabral(escritora) disse...

Como me encanto nesta vinda aqui no teu cantinho,vc meche com minha sensibilidade...mesmo perdida na alma.
Bjs menina querida!

Vinicius.C disse...

Que delicia Ing!!

Bom.. oq falar?

Que a vida é desencontro, que almas se esticam tão longamente a ponto de romper barreiras- céu e terras?

Que não impota onde nem como, se por um monitor ou do outro lado da rua, amores ou o amor, marcam encontros nos olhos, na saudade no ponto de um ônibus.

O amor e suas duvidas deliciosas, o amor e suas curvas, suas virgulas- exclamações ah o amor Ing, esse que você sente tão lindamente.

Adoreiii !

Beijo na Alma!

Vini

Poeta del Cielo disse...

Ingrid amiga querida Pasar a leer suas lindas letras e emocao pura de inicio ao fim.. poder tocar con os olhos os sentimentos que em suas letras belas deixas e belo... sempre lindo tudo parabens amiga ..

abracos
otima semana
saludos

José Sousa disse...

Querida Ingrid!
Vim imaginar o seu perfume e ler as seus palavras. Sempre com um poema tão amoroso. É desta forma que eu descubro o coração que vai dentro de ti (lindo).
Agradeço, tambem, a força e a alegria que me dá com suas belas palavras lá nos meus espaços, principalmente no Transpondo Barreiras, me deixa muito feliz.

Um grande beijo com muito carinho.

GUEVARESIAS disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jorge Pimenta disse...

prospecções de garimpo em tons de sangue estes que nos ofereces com a mão segura da tua infinita sensibilidade.
beijinho, amiga!

Jorge Pimenta disse...

ah, a propósito da imagem seleccionada: é das mais belas em que já tropecei na internet. recordo-me de a ter usado, já, no ano passado, a acompanhar um texto lá no viagens.
beijinho renovado!

mundo azul disse...

____________________________

...um lindo canto de amor!


Beijos de luz e o meu carinho....


____________________________________

Sonhadora disse...

Minha querida

Um belo e sensível poema de amor, adorei.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

Daniel Costa disse...

ING

E... "para se ter a alma leve.." quantas vezes são necessárias cedências a tornar a vida gostosa.

Estando o meu blog Poemas Milagre, numa votação até 31, solicitava a vossa participação. No Blog no mesmo painel tem instruções de como fazê-lo diariamente: http://danielmilagredanieldaniel.blogspot.com/, participar é preciso.

Daniel Costa

Nielson Alves disse...

lindo!