quinta-feira, 23 de setembro de 2010

frescor.


É tudo tão rápido
é tudo tão intenso..
respingos de vida
que levam a tanto!..


É como o vento
que agita os cabelos..
sensação boa de frescor
e algum desconforto..


Na pele o arrepio
no coração a ansiedade..
e eu .. espero..
o vento e o arrepio!..


Ing


3 comentários:

Fátima disse...

É tão gostoso ler e sentir...me fez fez, muito bom. Lindo poema.

Beijos meu
Obrigada pelas palavras carinhosas.

Assis Freitas disse...

e eles virão, viverão


beijo

Ingrid disse...

bom receber a visita de voces. beijos..