quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

e na emoção.


Pintura: Suplício por Alívio - Munch

As lágrimas não me molham mais
os olhos..

Da boca já não brotam mais
lamúrias..

É uma fúria de sangue
que entranha na pele..

Que busca teu corpo
extinto..

É uma dança que vibra
no mais profundo silencio..

e te abraça..

No amor mais simples
em uma única e indescritível..

emoção..

Ing

17 comentários:

Shirley disse...

Ah! O amor...Sempre o amor a nos impulsionar...Beijo!

Assis Freitas disse...

e na emoção afloram os significados da existência,


beijo

Mundo da Lili disse...

Muito lindo o poema =)

Beatriz Prestes disse...

Desde o título que enleva e faz imaginar, até o último verso tão repleto de amor...um tremendo poema!! Muito, muito lindo!!
Beijo carinhoso querida
Bea

Juliete Souza disse...

Lindo o poema.
"São nas pequenas coisas que encontramos os maiores significados".
Adorei o blog

bjus

Ingrid disse...

Shirley querida,
fazer o que né... amar!
beijos.

Ingrid disse...

Assis,
sempre com muita emoção..
beijo.

Ingrid disse...

Lili,
bom que passou por aqui..
beijoss..

Ingrid disse...

Bea,
obrigada pelo carinho..
beijo no coração.

Ingrid disse...

Obrigada pela visita Juliete!
beijinhos..

nacasadorau disse...

Muito belo o poema!

Emotivo e profundo.

Bjs.

julio disse...

SUAS PALAVRAS...
ALÉM DE PERFUMADAS...
SÃO SENSÍVEIS...
COMOVEM...
ENCANTAM...
BEIJOS.

meus instantes e momentos disse...

é sempre muito bom ler voce.
tenha um ótimo final de semana.
Maurizio

Ingrid disse...

Obrigada nacasadorau...
beijinho.

Ingrid disse...

Que bom Julio..
grande beijo meu amigo..

Ingrid disse...

Que voce aqui Maurizio.
grande beijo.

A.S. disse...

Ingrid,

Um poema intimista, denso em emoções!

Beijos!
AL