sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

fadigas.

                                                                                   nanquim de Eduardo Cambui Junior
Gotas de tempo soando na terra
remetem a um rebrotar
de vida..
Resistindo a melancolias
antecipadas
me aconchego em teus
perfumes..
São fadigas  antigas
que ecoam abismos
em anoitecer de velas cansadas..
perdidas..

Ing

18 comentários:

julio disse...

O TEMPO SE FAZ E DESFAZ,
FOI FEITO PARA VENCER...

Ingrid disse...

Obrigada pela visita Julio.
Abraço.

Assis Freitas disse...

cansaços de véspera,


beijo

LuH disse...

Ingrid

"Eternidade é o tempo e as raízes profundas que o corpo não consegue deter."

Que delícia a tua companhia!
Tua alma tem cheiro de flor!

Dias iluminados pra ti!

Bjinn

MariaIvone disse...

Que bom um aconchego quando gotas de tempo nos remetem para a exaltação à vida.
Muito bonito oseu poema.

Bj

Ivana disse...

Oi Ingrid,
Nessa caminhada às vezes bate o cansaço e a melancolia. Desejo um lindo final de semana, um abraço!

Lua Nova disse...

Que lindo, Ing, to encantada.
Parabéns pela sensibilidade e pela delicadeza que o poema alcançou.
Beijokas e um fds tão lindo quanto seu post.

JB disse...

Ingrid,

Esperemos por um novo amanhecer, onde as velas iluminem os caminhos perfumados da vida...

Só se perdem os que se aconchegam ao tempo, e desistem de teimar no acender das velas...

Melancólico, mas tão ... suave!

Beijinho

Ingrid disse...

Assis,
sempre certo..
beijo.

Ingrid disse...

Obrigada pela linda visita LuH.
beijos.

Ingrid disse...

MariaIvone,
amo a vida! como vier..
beijinho ..

Ingrid disse...

Cris,
se sofrer faz parte da vida... a melancolia..
Vivamos!
beijos amiga.

Ingrid disse...

Obrigada pela visita Lua!
Bom te ter aqui..
beijos.

Ingrid disse...

JB querida,
há realmente dias melancólicos, mas sempre válidos..
beijos.

Cristiane disse...

Temos que lutar contra essas melancolias antecipadas e acreditar q TUDO dará certo!

Jorge Pimenta disse...

quantas são as vezes/vozes em que não sabemos adormecer senão em velas cansadas...
belíssimo, querida ingrid!

Ingrid disse...

Cris amiga,
por vezes se faz preciso.. mas não reclamo..
Beijinhos..

Ingrid disse...

Jorge,
por muitas vezes, de certeza..
bom te ver de volta!
Beijos..