terça-feira, 14 de dezembro de 2010

canto novo.


                                                Internet - blog reticencias poéticas

Corro para te alcançar e tropeço
nos teus desejos infinitos de nada..

Vejo no teu olhar o que o nada me traz
e o vento leva teus cabelos a cobri-los..

Procuro o horizonte distante e azul
sinto flores caídas a perfumar meus passos..

Assim encontro um novo olhar
assim percorro em palavras novos perfumes..

Ing

14 comentários:

Assis Freitas disse...

novos perfumes instigam o olfato, descortinam-se horizontes


beijo

Ingrid disse...

Novos perfumes.. novas palavras..
grande beijo querido Assis.

Valquíria Oliveira Calado disse...

Oi minha querida amiga, sinto muito não estar presente sempre, perdão.
Olha eu entendi direitinho teu sentir... precisamos sim olhar horizontes, buscar salvação pra desesperança dum coração, algo que nos mantenha de pé, com anseio de ser feliz, beijos amada.
Obrigada pelo carinho de sempre.

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

flores que perfumam passos e o fechamento cheio de dor "nos teus desejos infinitos de nada.."
e creio nesse nada quanta margem há para o amargo do poema

Renato Baptista disse...

Mais um ano cheio de poesia
Algumas tristezas, muitas alegrias
Versos e prosas encantando nossas vidas
E a certeza de que as amizades preciosas
Elevam a alma, erguem o nosso dia a dia.

Que o Natal seja lindo para você e os seus
E que 2011 seja um ano de muita Paz, Saúde e Felicidade.

Agradeço profundamente pelo companheirismo
e pelo constante apoio e carinho para com as minhas letras.

Feliz Natal e Um Super 2011 para você.

Renato Baptista

A.S. disse...

Tuas essências emanam das palavras suaves, delicadas, sensuais...


Beijos!
AL

Ingrid disse...

Valquiria,
há tanto para ver e sentir..
beijinhos.

Ingrid disse...

Ediney,
nas palavras temos todas as possibilidades..
grande beijo.

Ingrid disse...

Renato,
2011 nos trará muita poesia e amoor!..
beijo grande.

Ingrid disse...

AL Querido,
tão bom te ver aqui..
beijos.

Shirley disse...

Sutil...delícia de poema...Beijo de luz!

Ingrid disse...

Obrigada amada Shirley..
Beijos.

Jorge Pimenta disse...

para se sentir a completude há que passar/ter passado pela sensação de vazio e nihilismo.
um beijo, querida ingrid!

Ingrid disse...

Jorge,
de certeza são tantas as sensações ..
beijos.