segunda-feira, 8 de agosto de 2011

em um lugar.

Internet - Gustav Klimt

Na loucura do pensar
no escorrer do amar
vislumbro fogo
revejo luz..

Exausta te dou a alma
que nos dedos desabrocha
em silêncio desesperado
sempre à espera..

Se na existência coubesse
tudo o que a mim foi engano
ao olhar a distância a morrer
me teria em pálida melancolia..

Minha voz traria a esperança,
o espírito e a beleza
em vontade enamorada 
de vida e êxtases..

Ing

22 comentários:

Assis Freitas disse...

o engano nos preenche de vazios inevitáveis,

beijo

Arnoldo Pimentel disse...

Lindo seu poema. Uma semana de paz pra você, beijos

Sotnas disse...

Olá poetisa Ingrid, que tudo permaneça bem contigo!
Apesar de nem sempre a realidade nos presentear com nossos desejos e pretensões, o que nos é proporcionado nos faz viver felizes momentos, é isto sempre faz valer a pena, sempre!
Parabéns pelos belos textos postados sempre por aqui, além das lindas imagens, e que me faz sentir agradavelmente bem por aqui!
E sempre por cá venho desejoso que você e todos ao redor tenham intenso e feliz viver, grato por tuas visitas e comentários sempre tão gentis e carinhosas, abraços e até mais!

Evanir disse...

Querida amiga .
Tenho estado um pouco ausente infelizmente nem tudo é como a gente quer.
Desejo uma linda e abençoada noite
beijos no coração,Evanir..

Artes e escritas disse...

Não se conta matematicamente os enganos, eles se transformam em experiência e se reduzem a zero. Um abraço, Yayá.

Ma Ferreira disse...

Ingrid..Parabéns pelo poema.
Vc escreve lindamente!!

Bj

Ma

Zil Mar disse...

Lindo demais!!!!

aprecio e admiro sua poesia como uma abelha pousa numa flor...


meu carinho...e o desejo que sua semana seja linda!


Zil

LuH disse...

Ingrid, que doído!
Humano, demasiado humano!!
Tocante

bjos

Sandra Portugal disse...

Convido vc a acompanhar as entrevistas de comemoração de 1 ano do ProjetandoPessoas!! Hoje a entrevistada especial é a nossa querida Lena do Amadeirado!
abraço
Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

Lena disse...

Ingrid
Dei uma passada rápida aqui antes de dormir e me deparei com essas palavras em verso, lindas:
"Se na existência coubesse
tudo o que a mim foi engano
ao olhar a distância a morrer
me teria em pálida melancolia...".
Pura sensibilidade, minha amiga poetisa. E essa música,esse piano maravilhoso enche a alma da gente de uma coisa muito boa, que nem sei te explicar. Vou mimi! Bye! Uma semana iluminda pra vc. Sim, perdi, e não quero encontrar mais, 1kh e meio em 15 dias, sem exercício pq tô com o joelho bichado. Fiquei um pouquinho mais animada.... E tome chá de Hibiscus.... rsrsrs...Valeu a dica!!! Bjkas!

Vivian disse...

...bom dia, linda poeta!

lindíssimo como sempre
este teu jeito gostoso
de poemar.

bjbjbjbj

Elaine Freitas disse...

Minha flor...
Teu poema é lindo assim como tudo que escreves!

Amo passar por aqui e sentir essa essencia de pureza, leveza e amor...

Beijinhos no seu ♥
desejo que sempre me ilumine com suas lindas palavras!

OceanoAzul.Sonhos disse...

Na entrega, os sentimentos se fazem poesia. Adoro ler-te.

Um beijinho
oa.s

Janaína de Souza Roberto disse...

A vida é feita de entregas.

Letícia disse...

Que a chama do êxtase volte ou deixe ir...

Beijos!

ॐ Shirley ॐ disse...

Muito lindo, Ingrid. Beijos!

Vinicius.C disse...

Olá Ing!

Passando para ler você e matar a saudade da sua paixão!

Gosto de como escreve, leio e releio.

Um beijo enorme e uma ótima noite!

Estou esperando por vc no Alma!

cidinha disse...

Oi, Ingrid. Lindo amiga!Gosto muito do que vc escreve.. é profundo, tem um leve tom triste. Más o amor e a sensualidade estão sempre presentes. Linda melodia! Quero agradecer o carinho da sua visita, me deixa muito feliz... Obrigada! Bjos com carinho. Olha estou com problemas para abrir alguns comentários e não estou achando respostas. Se vc souber algo por favor me avise! Bjos perfumados para vc.

blog da Paraguassu disse...

Ingrid querida,
Amei teu poema.
Sensual, forte, aberto.
Que esta chama nunca se apague.
Um grande beijo,
Maria Paraguassu.

Cristal de uma mulher disse...

Me encantou pois letras mágicas encontro como uma estrada de pedras preciosas

Abraços

Severa Cabral(escritora) disse...

Boa tarde minha menina linda!
Hoje tem novidade no meu blog,rsrsrsr
Estive doente como sabes e me ausentei de
alguns amigos,mas a maioria não se ausentou de mim...
Na minha volta fiz uma postagem diferente da que faço no dia a dia...
por isso que estou te convidando a passar lá no meu cantinho só para dizer que tipo de amiga sou para vc,rsrsrsrsr.E lembre-se que vc foi uma das primeiras amigas que me aceitou no seu cantinho...
Bjsssssssssssssssssssssssssss

Jorge Pimenta disse...

de enganos nos fazemos certezas, verdade, doce amiga?
a tua poesia é um manto fino de sensibilidade!
beijinho!