quarta-feira, 13 de outubro de 2010

sono.


Sou tua luz
que reflete
que me leva
e brilha!


Na penumbra de noites
ilumina meu sono
em devaneios
sublimes e audíveis!


No cair sem som
no vibrar sem gemer
em um clarão
e um grito!


Ing

3 comentários:

Fátima disse...

Oi Ing,
Não me passou a idéia de sono, e sim de um orgasmo contido( será que estou maliciosa demais..rs).
Linda poesia

Beijos meu

Ingrid disse...

opa... boa visão sempre!... foram sensações durante o sono. quem sabe e eu nem percebi...
;-)
Beijos.

Assis Freitas disse...

noturno de sono e grito emudecido


beijo