sexta-feira, 1 de outubro de 2010

minha. só minha.


Os dias vem e me vem
e chegam de repente!..
assim me vejo
de novo em dias..


São horas, são dores
amores e devaneios!..
sonhos intensos
que vejo e vão..


Minha ,só minha
é a pele e a alma..
que clama por ardor
e em poros chora !..


Vejo passar
e sinto um velar..
que de nada me traz
e em nada me faz!..


Ing

Um comentário:

Assis Freitas disse...

de novo em dias, a cada dia
se nada faz, fazes poesia

beijo