domingo, 28 de novembro de 2010

curta balada para teu sentir.

                                                                                              Salvador Dali - Internet
Sinto-te em mim..
tantos caminhos no teu sentir
tantas dores que não cessam
sem o toque que cicatriza
sem o toque que arrepia
momentos se vão
momentos se dão
clamores de vida
clamores de luz
nunca no desejo
nunca no olhar
se eu não tivesse
se eu não fosse

e se eu não te sentisse....

Ing

8 comentários:

AC disse...

A percepção profunda de um sentir...
(Ingrid, é sempre tão íntima e envolvente!)

Beijo :)

Ingrid disse...

AC,
sou intensa em vida ,em viver!
bom te ter aqui..
Beijo.

Assis Freitas disse...

curta, mas empolgante a balada


beijo

Cristiane disse...

Adoro a maneira como vc escreve, Ingrid. É doce, suave e intensa. Lindo!

Ingrid disse...

Assis querido,
a vida em-balada...
beijos.

Ingrid disse...

Cris,
as palavras vem do que sinto..
Beijos ..

Ivana disse...

Ingrid,
O amor existe independente do toque, sentimos, choramos, sofremos e sorrimos quando o amor se faz presente. É muito bom estar aqui, eu fico tão em paz. Bjs

Ingrid disse...

Ivana,
bom te ver por aqui também.
beijos.