segunda-feira, 1 de novembro de 2010

viagem.




Contornos e contrastes

em degraus que descem..

e sem vida ou desalento

se esbaldam sem sustento..




Escondendo erros talvez

corre verdugo cruel

gosto de fel..

e segue em rubra tez..


Me leva em teus refúgios

para onde nunca estive..

em segredo nulos

e encontrados sonhos..


Ing

Ilustração Salvador Dali.

10 comentários:

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

erros , perfumes e contrastes, um ideal completo de amores na tua poesia

Ingrid disse...

Obrigada pela visita e por me acompanhar em miinha viagem..
Beijo

Pablo Rocha disse...

Situações bem humanas retratadas com doçura...

Beijos!

meus instantes e momentos disse...

"me leva em teus refugio...segredos nulops"
que bonito ler voce.
Maurizio

Maria Luisa Adães disse...

Publicaste a melhor obra de Dalí,

"A Persistência da Memória" de 1931.

Lindo teu dizer e acompanhado do Maior.

Beijos e obrigada,

Mª. Luísa

Ingrid disse...

Eu sei querida Luisa, e através dela faço minha viagem..
Beijos.

As essências das emoções disse...

E neste viagem todos nós queremos embarcar. Beijinhos

Ingrid disse...

Pablo querido,
bom te ler aqui.
Beijo.

Ingrid disse...

Maurizio,
por vezes emoções..
Beijos.

Ingrid disse...

Essencia.. emoções..
grata pelas palavras e visita..
Te sigo..
beijinho.