quinta-feira, 11 de novembro de 2010

da criação.

                                                                                                     internet

Na busca da tua criação
te levas em pura ambição..

Não há nada mais a sentir
só o vai e vem do (teu) pulsar..

- tranquilidade -

Ensurdecedor pulsar
tentando rios atravessar..

Luares obscuros e sombras
buscando brilho de luzes distantes..

- ansiedades -

Sutil sonoridade em ecos
sem retorno, sem paixão..

Ing

2 comentários:

Assis Freitas disse...

a poesia e os seus contornos, lira de lírios


beijo

Ingrid disse...

Assis, tempos,sensações...
algumas tristezas..
beijo.