terça-feira, 2 de novembro de 2010

letras pungentes.



Escrevo tentando alcançar teus braços
querendo reter teu cheiro,teu calor..


Em letras reconstruo partes de amor perdido
que trazem sons distantes do que nunca ouvi..


São perfumes que meu olhar nunca viu
em um ler e rabiscar que traçam caminhos..


Caminhos únicos e pungentes
que talvez o calor de meus pés nunca sentiram!..


Ing
ilustraçao blog MJMS

8 comentários:

MOISÉS POETA disse...

ingrid !

em visita a novos blogs tive a sorte de achar o seu. senti boas energias por aqui, os textos são otimos , a musica de fundo é muito linda tambem.

estarei sempre por aqui, um grande beijo pra voce !

Mundo da Lili disse...

Adorei o blog, vim fazer uma visitinha e virei seguidora. Espero em breve vc no meu Mundo!
Enorme bjo e sucesso!

Ingrid disse...

Moisés, obrigada pela visita e gentis palavras.
Já fui lá em seu espaço e gostei.
beijos.

Ingrid disse...

Olá Lili.
Obrigada pela visita!
Já passei por lá e vou depois detalhar suas dicas com tempo.. bem legal!
beijos.

Pablo Rocha disse...

Deixe rolar que as letras, perfumer e caminhos se apresentaram a você naturalmente, como sua poesia.

Beijos!

Vieira Calado disse...

Obrigado pela sua visita ao meu blog.
Leio o seu texto,
enquanto oiço a música quase dolente...

Saudações poéticas

Ingrid disse...

Pablo,
a minha vida assim vai... ao sabor dos dias..
beijos..

Ingrid disse...

Calado,
a suavidade da música me atrai.. assim como das letras..
Boa semana...